Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Velho e caro conhecido.

Axel Johnson <<-->> Costa Marina.
MS Axel Johnson e MS Bahia Blanca. S. Francisco.
Length Over All 174.20 m

Beam 25,75 m
Depth 10,39 m
Gross Tonnage 16285
Net. Registered Tonnage 10151
Deadweight Tonnage 16080
Fuel consumtion 4 tons/h
Speed 23 knots

Fotos archivo:Johnson Line.
Na semana passada, Costa Crociere confirmou a saída da sua frota do mítico Costa Marina a partir de novembro de 2011, sem clarificar se vai continuar a sua vida marinera. O anúncio da naviera italiana traz ao primeiro plano de atualidade a este veterano e original cruzeiro de turismo.
Em 1966 a Johnson Line encarrega cinco porta - contêiner no estaleiro finlandês de Wärtsilä em Åbo. O M/V Axel Johnson IV fué botado em janeiro de 1969 como navio rápido porta - contêiner. A primeira transformação foi a supressão das grúas de pórtico que se apreciam na primeira fotos.
Mais a reconversión mais espetacular foi o esvaziado do seu casco e construção de um novo cruzeiro nos astilleros Mariotti da Itália em 1988. Desta radical transformação surgiu um original e bonito navio de turismo, asiduo visitante ao porto de Tenerife.
Podemo-lo ver em diversas imagens no seu passo pelo porto canario. É um dos navíos que mais me atraem pela sua original silhueta e história. A sua venda poderia supor o seu afastamento deste porto ou o que seria pior destino: a venda para sucata (por não ser rentable adaptar-lo às normas SOLAS 2010).
Recordaremos o o Costa Marina com seu característico "penacho" de fumaça.
Built Wärtsilä, Åbo
Year 1969
Converted T Mariotti, Genua
Year 1989-1990
Owner Costa Cruises Lines N.V.
Christened by Anette Funicello
Built as Axel Johnson
Registred Liberia
Tonage 25000 ton
Length 174,2 m
Beam 25,75 m
Draft 7,9 m
Speed 19 knop
Crew size 385
Passenger decks 8
Number of staterooms 405
Passenger normal 770
Passenger maximum 1025

(©) Copyright texto e imágenes: Antonio Sáez, Tenerife.

3 comentários:

Ricardo disse...

Amigo António partilho do seu gosto pelo Marina e pelo Allegra, justamente pela história de ambos. Pois agora já não se convertem navios cargueiros em navios de cruzeiro, justamente porque diz-se não ser rentável.
Um Abraço
Ricardo

Manuel disse...

Amigo António, este navio tem um excelente ADN, é de facto uma história muito interessante.
Salu2,
Manolo

antonio sáez disse...

Si, queridos amigos es un barco con un alto "pedigree".
Aprovecho la ocasión para felicitar al amigo Manuel por la consecución de el visitante 200.000, que teniendo en cuenta las características de este blog, es un logro espectacular. Agradecer a todos ellos su apoyo.
Antonio.