Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

domingo, 10 de julho de 2011

Visita ao Porto Comercial de Ponta Delgada

N/M "Monte Brasil"
 À precisamente uma semana publicávamos aqui fotos de 3 dos 4 porta-contentores que na semana anterior estiveram nos Açores ( Ver Aqui), hoje graças ao amigo Mário vamos fazer nova visita ao porto micaelense, deste vez encontramos, o "Furnas" da Mutualista Açoreana, o "Madeirense 3" da BoxLines e o "Monte Brasil" da Transinsular, faltando aqui o "Sete Cidades" para completar o quarteto da semana.
Segundo ouço dizer o "Monte Brasil" vai trocar a linha dos Açores pela da Madeira, o navio foi construído em 1994 no estaleiro J.J. Sietas em Hamburgo Alemanha , tem 126,25 metros de comprimento, 19,4 metros de boca, 7,45 metros de calado, 2 gruas de 40 tons e capacidade para 621 Teus.
Para além dos "nossos" porta-contentores também lá operavam os graneleiros, "Hermann Schoening" e "Kelly C".
N/M "Furnas"
 Características:
Nome: Furnas
Construtor: Yichang Shipyard, China
Construção nº: YC 96006
Porto de registo: Ponta Delgada
Bandeira: Portuguesa
Indicativo de chamada:CSBK
Nº IMO: 9164548
Tipo de navio: Porta contentores
Comprimento f. a f.: 100,6 mts
Boca: 18,80 mts
Pontal: 8,40 mts
Calado máximo: 6,65 mts
Deslocamento máximo: 8567 tons
Porte: 5555 tons
Arqueação bruta: 4450 tons
Arqueação líquida: 2141 tons
Máquina principal: 2 MAN 6L 14/24+ 1 MAN D 2866 E
Velocidade: 15,5 nós
Bowthruster: 500 KW
Total de contentores: 505 TEUs
Gruas: 2 x 40 tons swl 24,8 mts
N/M "Madeirense 3"
Carecterísticas:
Nome: MADEIRENSE 3
Data e Hora da entrada: 17.02.2011 - 11:00
Indicativo de chamada: CSCC
Nº IMO: 9126467
Porto de registo: FUNCHAL
Bandeira: PORTUGUESA
Ano de construção: 1996
Comprimento f. a f.: 122.55 mts.
Boca máxima: 19.00 mts.
Porte (DWT): 6.917 tons.
Arqueação bruta: 5.712 Mtons.
Arqueação líquida: 2.649 Mtons.
Calado máximo à entrada: 5,70 mts.
Último porto: Ponta Delgada.
Próximo porto: Horta.
Tipo de carga: Contentores e Carga Geral.
Potência do auxiliar de proa: 400 KW.
Potência da Máquina Principal: 6.300 KW.
Operador: Box Lines Navegação, SA
Armador: Empresa de Navegação Madeirense 
N/M "Hermann Schoening"
Navio: Hermann Schoening
IMO: 9413901
Ind. chamada: A8TM4
Porte ( D.W.T.): 29 653 tons
T.A.B.: 20 491 tons
T.A.L.: 9701 tons
Ano de construção: 2010
Estaleiro: Wuhu Xinlian Shipbuilding, casco W0717
Bandeira: Libéria
Comprimento: 189,68 mts
Boca: 23, 6 mts
Calado: 10,10 mts
Operador: Intersee Schiffahrtsges
Dono registado: Hermann Schoening
Navios irmãos: Fritz, Hermann Schoning, Jans S, Luebbert
N/M "Kelly C"
 Nome: Kelly C
Imo: 955 80 24
Ind Chamada: 2 DNZ7
T.A.B.: 4151 tons
T.A.L.: 2323 tons
Porte ( D.W.T.): 6250 tons
Ano: 2010
Estaleiro: Jiangsu Yangzijiang, casco 2008-898
Bandeira: Inglesa
Porte de registo: Cowes
Operador: Carisbrooke Shipping Ltd
Comprimento: 106, 07 mts
Boca: 15, 5 mts
Calado: 6, 75 mts
Navios irmãos: Karen C, Karla C, Kati C, Kikki C, Kitty C, Kristin C ( existindo mais).
(©) Copyright fotos : Mário Gomes Silva, S. Miguel.
Obrigado, Mário !

19 comentários:

Anónimo disse...

Imagens interessantes.
Em relação ao "Hermann schoenning", como é possivel que um navio com ano de construção: 2010, esteja naquele estado "deplorável" de conservação?
O que está a acontecer com a Transinsular? Após rumores em várias direcções, agora o site deles resume-se a uma página sem links nenhuns e dali não sai. Tá pra acabar?

Manuel disse...

Caro visitante, Obrigado pelo comentário de facto faz uma observação muito interessante, bem que o navio devia estar com outro look. Quanto à Transinsular, de facto surge alguma informação confusa, para já e de concreto estão a reorganizar a frota, veremos o que nos trás o futuro.
Quanto aos sites das Empresas de navegação, o da Transinslar não tem informação sobre a rotação dos navios e sua programação, a Mutualista também não percebo porque não tem site, resta a Boxlines que tem la a sua programação e alguma info.
Um Abraço,
Manuel

Vitor disse...

Quanto à reorganização da frota da Transinsular, confirma-se que realmente o "Monte da Guia" foi transferido para a linha da Madeira e na sequência a Transinsular está agora também a escalar Leixões além de Lisboa nessa mesma linha. Interessante também que a ENM por sua vez passou a escalar Lisboa além de Leixões com o "Funchalense 5".

Manuel disse...

Boas Vitor, Obrigado pelo comentário e visita, pois é o Monte Brasil junta-se ao Monte da Guia na linha da Madeira. Veremos se se altera mais alguma coisa em relação à linha da Madeira.
UM Abraço
Manuel

Vitor disse...

Mais uma coisa interessante: O portacontentores "Ilha da Madeira" da Vieira & Silveira tem prevista escala no dia 14 deste mês em Leixões vindo de Lisboa e depois sai para Ponta Delgada. Este navio fazia a linha da Madeira e a Vieira & Silveira pertence ao grupo ETE do qual faz parte a Transinsular. Atenção fotógrafos/spotters nos Açores!

Manuel disse...

Boas Obrigado pela info, interessante essa notícia, esse navio só poderá fazer PDL ou PVt pois são os unicos com gruas portuárias, uma vez que o Ilha da Madeira não tem gruas.
Mas porque virá ele para os Açores? será algum acordo devido à troca do Monte Brasil para a Madeira?
Um Abraço
Manuel

Vitor disse...

Manuel, referiu exactamente aquilo em que eu estava a pensar após ter postado o meu último comentário. Será que o "Ilha da Madeira" vai fazer: "PDL-Praia da Vitoria-Horta"? Mas que eu me lembre a Horta não tinha grua para movimentar contentores e como disse e bem o "Ilha da Madeira" não tem gruas. Será que só escalará PDL e Praia da V.? E mais uma vez confirma-se a minha ideia de que a Vieira & Silveira funciona como uma espécie de filial da Transinsular. Uma coisa é certa, a Transinsular (ou grupo ETE) reduziu e muito a sua capacidade de transporte para os Açores. O "Insular" + "Ilha da Madeira" juntos ficam muito aquém na capacidade de transporte de TEUS dos gémeos "Monte Brasil" + "Monte da Guia". A Boxlines e a Mutualista estão "a comer" o mercado à Transinsular nos Açores? Só a crise explica isto? Fica para os Açoreanos que têm mais dados do que eu analizarem. O que eu sei é que neste momento os 4 maiores portacontentores que estão a operar para as ilhas desde o continente português estão todos na linha da Madeira, sendo o maior em capacidade de TEUs o "Funchalense 5" de 724 TEUs, seguido do "Christina I" de 654 TEUs.

Manuel disse...

Boas Vitor, tens razão, hoje andei ás voltas por causa da tua história do "Ilha da madeira", que tens razão vem aos Açores, segundo me disseram vem substituir o Sete Cidades que vai para a doca-seca. Penso que só irá operar em PDL ou PDL e PVT pois como dizes e tens toda a razão´são os uncicos com gruas portuárias.
Agora fico a pensar que assim sendo no futuro ficamos nos Açores com Sete Cidades+Ponta do Sol+ Insular, enquanto que a Madeira fica como dizes com os dois Montes.
Agora repara que como dizes a Madeira tem os maiores porta-contentores insulares, e a Transinsular coloca nessa linha os dois maiores navios da frota, o que quer dizer que a Madeira tem uma grande oferta de espaço nos portacontentores.
Abraço,
Manuel
Um Abraço
Manuel

Vitor disse...

Manuel, se o "Sete Cidades" vai para doca-seca e o "Ilha da Madeira" vai substitui-lo, isso significa que o "Ilha da Madeira" vai fazer a linha Açores-Madeira e vou continuar a ve-lo por cá no Caniçal? Portanto a Transinsular substitui os 2 "Montes" pelo "Insular"... Não pode ser só a crise, a Transinsular deve estar efectivamente a perder quota de mercado para os restantes 2 concorrentes nos Açores. Veja-se que na Madeira têm ainda a concorrência do ferry da ARMAS que tem cada vez mais carga rodada e já transporta a maioria das viaturas.

Vitor disse...

Manuel: Cometi um pequeno erro. Afinal o "Insular" (647 TEUs) tem maior capacidade que os "Montes" (621 TEUs). Mesmo assim uma diferença que não justifica a substituição de 2 navios por 1. O "Insular" é assim o 3º maior portacontentores a operar nas ilhas em termos de capacidade de TEUs, e o maior da Transinsular.

Manuel disse...

Boas Vitor, como és uma pessoa bem informada também deves de ouvir aqueles rumores sobre a Transinsular, de que esta não estará a passar por uma fase boa digamos assim, mas só eles saberão a verdade.
Nos Açores existe um acordo operacional entre a Boxlines e a Mutualista, que poderá facilitar a vida a estes dois.
Um Abraço
Manuel

Manuel disse...

Com essa da capacidade em Teus dos porta-contentores deste-me uma ideia para um futuro post que será mais ou menos a capcidade de Teus para os Açores e madeira pode ser interessante, e sempre dá para eu aprender mais qualquer coisa.
Um Abraço
Manuel

Vitor disse...

Manuel, nesse estudo teriamos de ter em conta o tempo de rotação das linhas. O problema aqui, se a Transinsular substituiu mesmo 2 por 1 no caso referido atrás, é que ainda por cima a rotação dos portacontentores em causa nos Açores é quinzenal, enquanto na Madeira é semanal. Pena no estudo que vier a fazer ser muito dificil contabilizar a carga no ARMAS, visto que nem eu sei como é contabilizada, pois as balanças que havia para camiões foram desactivadas no Funchal, e existem sim no Caniçal sendo que os ferrys não operam lá regularmente. Este problema já foi referido por outras pessoas. Em Espanha é contabilizada a carga Ro-Ro em toneladas nos diversos portos. Realmente não conta como TEU mas é carga na mesma.
Se a Mutualista e a Boxlines têm realmente um acordo operacional, e a Transinsular um dia vier a ser vendida, espero que continue em mãos portuguesas, e de preferência que seja gerida por alguém que tenha experiência no mercado das ilhas e seja conhecedora da realidade portuguesa.

Manuel disse...

Bom dia Vitor, o que eu pensava era fazer um apanhado dos navios de contentores na madeira e açores e as suas capacidades. A Transinsular aqui nos açores também tem escalas semanais, embora certa ilhas como a Flores e S. Maria sejam quinzenais, tenho duvidas em ralação ao pico e S. Jorge, será isso que irei tentar tirar duvidas.
Um Abraço hoje tenho por cá o Ruby do "tio" Luís Sousa.
Abraço
Manuel

Vitor disse...

Olá Manuel, o que eu me referia em relação ao tempo de rotação é que por exemplo o "Insular" desde que sai de Lisboa para os Açores, depois só volta a sair de Lisboa +-15 dias depois. Era a isso que eu me referia. O tempo que cada navio leva a fazer a viagem completa. Para a Madeira porque a distância é menor e só escala 1 porto na região, leva 1 semana. Ou seja, a Transinsular devia deslocar o dobro dos navios para os Açores. Não sei se no estudo que poderia fazer acharia interessante incluir os navios da O.P.D.R. que fazem a linha do Norte da Europa para a Madeira, com capacidade para 700 TEUs cada e que acabam por tirar tráfego aos armadores nacionais pois é carga que deixa de ser baldeada ou carregada em Lisboa.
Um abraço, e boa operação do "Ruby".

Manuel disse...

Olá Vitor, o Ruby já está partiu ás 19 horas runo ao proximo porto PVT onde tem manobra marcada pelas 23:30, trabalha amanhã e na sexta deve estar no Pico, para operar no Sbado em Ponta Delgada, e depois sair novamente em direcção a Lisboa, de facto tens razão em relação à rotação ( eu não percebi bem) o Ruby só sai de Lisboa de 15 em 15 dias.
Tenho uns posts em atraso, por vezes falta-me o tempo, mas vou fazer o tal post, até porque estou curioso para ver o resultado.
Para incluir os OPDR, não tenho informação são escalas semanais ou quinzenais?
Abraço
Manuel

Vitor disse...

Manuel, os O.P.D.R. escalam o Caniçal de 14 em 14 dias.
Cá está o actual horário: http://www.opdr.com/fileadmin/user_upload/schedules/Canary_Island_Madeira.pdf
Um abraço.

Manuel disse...

Obrigado, olha nesta semana estão nos Açores o Insular e Ponta do Sol da Transinsular, o Ruby da Boxlines e o Corvo da Mutualista Açoreana, estou a ver que rotação estão a fazer no localizatodo e marine traffic.
Abraço
Manuel

Anónimo disse...

prix viagra 25 mg viagra generique
viagra comprare viagra online